Os Tripes do Brasil
Identificação, Informações, Novidades

Chaetanaphothrips orchidii

Chaetanaphothrips orchidii (Moulton, 1907: 52).

Referência original: Moulton D (1907) A contribution to our knowledge of the Thysanoptera of California. Technical series, USDA Bureau of Entomology 12/3: 39–68.

 

Família

Thripidae, Thripinae

 

Informações sobre nomenclatura

http://thrips.info/wiki/Chaetanaphothrips_orchidii

 

Diagnose

Corpo amarelo; cabeça e pronoto levemente escurecidos, segmentos antenais I–IV amarelos, V–VI castanhos no ápice, VII–VIII castanhos; asas anteriores com coloração em faixas, fortemente escurecidas mas com áreas sub-basal e apical mais claras. Cabeça com poucas linhas de esculturação posteriormente, par de cerdas ocelares I ausente. Antena com 8 segmentos, III & IV com cones sensoriais bifurcados. Pronoto sem reticulação aparente, com dois pares de cerdas posteroangulares longas. Espínula mesotorácica presente; endofurca metatorácica fracamente desenvolvida, sem espínula. Metanoto com esculturação irregular medialmente, sensilas campaniformes presentes; par de cerdas medianas curto, localizado atrás da margem anterior. Asas anteriores com fileiras de cerdas na primeira e segunda venações amplamente interrompidas. Tergitos abdominais com linhas transversais de esculturação, terços laterais com esparsas microtríquias; II–VIII com um par de cerdas mediais curtas e bem separadas; VIII com craspeda denteado, espiráculos com área de cutícula granulada especializada. Esternitos com craspeda lobado; três pares de cerdas posteromarginais longas.

 

Macho não estudado.

 

Variação intraespecífica

Cerdas posteroangulares do pronoto às vezes curtas.

 

Informações do gênero e espécies similares

O gênero Chaetanaphothrips inclui 20 espécies, a maior parte delas restrita à Ásia. Essas espécies possuem uma área de cutícula granulada especializada em torno dos espiráculos no tergito abdominal VIII. Só há mais uma espécie desse gênero registrada no Brasil. C. signipennis é diferenciado de C. orchidii por possuir o par de cerdas ocelares I presente, e pronoto com apenas um par de cerdas posteroangulares longas.

 

Distribuição no mundo

Amplamente distribuída em países tropicais e subtropicais, especialmente nas Américas.

 

Distribuição no Brasil*

Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo.

*Dados da literatura e dos autores

 

História de vida

Vive em folhas de várias plantas não relacionadas, incluindo orquídeas (Orchidaceae), Musa sp. (Musaceae), Citrus (Rutaceae), e algumas plantas de estufa.

 

Importância econômica

Causa danos em folhas de frutos de bananeiras (Hoddle et al. 2012). No Brasil essa espécie foi registrada causando danos em Anthurium (Araceae).

 

Referências sugeridas

Hoddle MS, Mound LA & Paris DL (2012) Thrips of California. CBIT Publishing, Queensland. Disponível em http://keys.lucidcentral.org/keys/v3/thrips_of_california/ Thrips_of_California.html

Mound LA & Marullo R (1996) The Thrips of Central and South America: An Introduction. Memoirs on Entomology, International 6: 1–488.

Nonaka T & Okajima S (1992) Descriptions of seven new species of the genus Chaetanaphothrips Priesner (Thysanoptera, Thripidae) from East Asia. Japanese Journal of Entomology 60: 433–447.


Publicado em: 23/12/2016
Postado por: Adriano

Galeria de fotos:

Atendimento


Brasil, Rio Grande do Sul, Rio Grande

Campus Carreiros: Av. Itália km 8

Bairro Carreiros



(51) 9812-37076


cavalleri_adriano@yahoo.com.br

Curta nossa Fan Page

Thysanoptera © Todos Direitos Reservados 2022

Facebook Instagram Linkedin

Hostche - Criação de Sites